Wagner Zaratin: “assertividade para driblar a crise”

Há mais de dez anos no mercado, Wagner Zaratin, diretor-associado da agência de live marketing Pepper, é considerado uma das personalidades de maior relevância para o mercado.

Com uma extensa experiência em agências de grande renome, o empresário é expert quando o assunto é eventos e ações promocionais.

Desde 2014 no comando da Pepper, Zaratin já mostrou do que é capaz ao trazer para a agência clientes como a Riot Games e concorrências como a Expo Disney. O Promoview conversou com o empresário para saber um pouco mais sobre suas expectativas para 2015. Confira!!!

WAGNER ZARATIN

Promoview: A Pepper fechou o primeiro trimestre de 2015 com mais de 60 eventos e ações promocionais realizadas.  Qual é a relevância desse número para a agência em um ano que está sendo considerado de crise para o mercado?

Wagner Zaratin: Não precisávamos ser “videntes” para saber que esse ano seria de retração. Essa leitura ficou ainda mais fácil por termos o Totó, sócio com grande experiência no mercado financeiro, com isso nos preparamos para tempos mais difíceis, estrategicamente “seniorizamos” a agência, menos erros, menos custos, mais clientes satisfeitos, mais trabalhos de qualidade, muito mais visibilidade.

Infelizmente nosso mercado nunca foi fácil, mesmo nos dias de hoje, um bom trabalho não garante um novo contrato, esse cenário também já automaticamente nos preparou para dias difíceis.

Começamos o ano forte e temos um segundo semestre bem desenhado, brincamos que graças a Deus não temos tido tempo de reclamar e que continue assim.

Promoview: Falando em crise, como você analisa essa queda no faturamento no mercado de marketing promocional em 2014? 

Wagner Zaratin: A crise é geral, apenas começou em 2014. Acho que o único mercado que cresceu foi o dos advogados e dos Bancos…kkkk…. Em tempos de crise deveríamos ser muito mais acionados, existem muitas oportunidades para quem não cai no desespero, mas nem todo mundo consegue pensar assim, então a crise nos afeta diretamente.

Claramente estão diminuindo o crédito e isso gera um efeito dominó. Com esse cenário, as empresas tendem a trabalhar melhor seu dinheiro também, como por exemplo, negociando prazos mais extensos que há tempos eram “bancados” pelas agências, mas que infelizmente nos dias de hoje são repassados à cadeia de fornecedores, que nem sempre entendem e aceitam.

Tudo isso dificulta a realização de novos projetos. Aquele cliente que guarda a planilha de um projeto de três anos atrás querendo realizá-lo pelo mesmo, terá que entender que é impossível.

Como disse, nos preparamos para esses dias, estudamos cada concorrência que entramos, quantas agências, quem são, prazo e formato de avaliação, com isso trabalhamos menos em vão e somos muito mais assertivos, acreditamos que o menos feito com excelência é mais.

Promoview: Quais são as expectativas da agência para o restante do ano?

Wagner Zaratin: Fechamos o primeiro “quarter” do ano com um resultado muito bom. Viemos de um ano duro sem muitas sobras, e, por incrível que pareça, começar um ano cheio de projetos, não significa começar um ano cheio de dinheiro. No nosso mercado, as agências têm que adiantar muita coisa para clientes por conta de prazos que não batem com o tempo de burocracia de recebimento, ou seja, precisamos fazer um malabarismo para que tudo aconteça, sem maiores percalços.

Conforme o volume vai girando, as coisas vão engrenando e estamos nessa fase, conseguindo olhar no horizonte com o navio em aceleração.

Para esse próximo período, temos grandes clientes, fixos, com projetos bastante interessantes, Expo Disney, EDP Rock in Rio, Brazil Foundation, Nespresso Trophy (Open de Golfe), TIM Music na Estrada, TIM Music na Rua, CBLOL (Riot), dez feiras da ToTVs e algumas grandes promoções de Nestlé.

Promoview: Nesse ano, vocês deram início à realização de eventos e ações para a Riot Games, cliente conquistado no final de 2014. Como está sendo trabalhar com um mercado que tem crescido muito a cada ano que passa?

Wagner Zaratin: A palavra é “desafiador”. Desde a concorrência fizemos uma grande imersão nesse mundo e realmente é um universo de oportunidades! Temos dentro da agência alguns profissionais com muita experiência nesse mercado, são realmente heavy users, o que nos possibilita transitar mais fácil e nos credencia na troca com o cliente que é muito rica em todos os processos.

Fizemos o primeiro evento em Florianópolis, foi um grande sucesso, pudemos ver funcionando todo o planejamento e a resposta positiva do público.

Promoview: Quais são os principais desafios de realizar ativações para o público do universo dos games?

Wagner Zaratin: Para esse público, nada pode ser raso, os conteúdos devem estar conceituados e devem ser objetivos, qualquer coisa diferente disso não funciona. Eles sabem bem o que querem, aceitam novas experiências, mas seguindo essa regra.

Promoview: A Pepper também renovou, nesse ano, o contrato com a ToTVs, uma das maiores empresas de softwares da América Latina. Qual é a importância dessa conquista para a agência?

Wagner Zaratin: A ToTVs é um cliente que nos orgulha, temos uma relação de carinho e admiração pela empresa. Aprendemos muito no dia a dia com eles e acho que esse aprendizado nos faz melhores a cada mês, e isso acaba fazendo a diferença nos projetos. Tenho certeza que  virão muitos outros anos de renovação.

Promoview: As redes sociais têm ganhado cada vez mais forças, e muitas marcas acham que o relacionamento com os clientes apenas usando essas plataformas é o suficiente. Você acredita que essas ferramentas tenham interferido no mercado promo causando a queda de 2014?

Wagner Zaratin: Eu acredito que as coisas funcionem melhor integradas, ou seja, não enxergo plataformas digitais como concorrentes. Nós aqui sempre trabalhamos tudo junto. É muito mais efetivo, o cliente não quer uma ferramenta, ele quer uma solução, e cabe à agência apresentá-la.

Fizemos um investimento grande na área, justamente por entender a importância desse “combo”. Não acredito que exista alguma boa agência, seja ela do que for, que não tenha uma área digital. Precisamos estar em todos os pontos de contato com o consumidor e ele hoje é muito digital, não entender essa linguagem é restringir muito o escopo de trabalho.

Promoview: No próximo ano, o Brasil receberá as Olimpíadas. Você prevê grandes investimentos em ativações por parte das grandes marcas?

Wagner Zaratin: Diferente de Copa do Mundo, a Olimpíada acontecerá apenas no Rio de Janeiro, ou seja, muito mais concentrada. As marcas que têm Olimpíadas como propriedade já vem trabalhando isso, ou seja, acho que o número de “oportunistas” será muito menor que na Copa, mas é sempre um mote de investimento, vamos ficar antenados em oportunidades que apareçam!!

Indicar para um amigo: